sábado, novembro 21, 2015

Não há uma alegria!

Na política é o que se vê, na justiça é o que se adivinha, e no futebol este sabor amargo para o fim de semana, golos sofridos atrás de golos sofridos, nos últimos instantes, já não há pachorra! Bem sei que o objectivo é cimentar a equipa na primeira Liga e concordo. O que vier por acréscimo é sempre bom. Mas desconfio que este cimento tem mais areia que cimento, a ver vamos se não será preciso já em Janeiro reforçar alguns sectores claramente carenciados. A defesa já se viu que é um deles. O meio campo que não segura a bola e faz recair sobre a defesa trabalho extra, será outro. Recordemos que contra o Tondela (no Restelo) consentimos dez cantos e uma imensidade de cruzamentos que só não deram golo porque era o Tondela. Depois temos os lesionados crónicos. E por fim temos alguns jogadores que tardam em afirmar-se preferindo continuar no lote das promessas adiadas. Refiro-me, por exemplo, a Sturgeon que tem que render muito mais do que rende actualmente. E tem que marcar golos.
Hoje não tenho muito mais a dizer e a não ser uma nota, para variar, também negativa: - É que não percebi a saída para o Benfica de um dos juniores mais brilhantes que temos! Será que esta pequena alegria (que há muito não sentíamos) de estarmos a lutar pelos primeiros lugares naquela categoria, já nem isso nos é permitido?! Também aqui funciona o projecto de clube satélite?!
Espero bem que não.


Saudações azuis



Resultado do jogo da Taça de Portugal: O Belenenses foi eliminado em Portimão por 3-2 sendo que o último golo dos portimonenses foi marcado na última jogada do desafio. Não houve portanto direito a prolongamento.

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home