quarta-feira, dezembro 15, 2010

Feliciano

Quase que não me lembro desse tempo mas quando acontece surgir uma notícia, normalmente triste, a memória transporta-se outra vez para aquele peão das Salésias onde pouco mais via que troncos e cabeças a correrem de um lado para o outro, a multidão a agitar-se, e era melhor olhar para cima e perguntar ao meu pai o que se estava a passar!
Feliciano, como tantos outros jogadores belenenses, acabou por seguir na direcção do Porto, espécie de segunda casa dos azuis de Lisboa. Pedroto já tinha partido, uma grande transferência para a época, e depois, com o acentuar da crise foram saindo Murça, Freitas… e mais recentemente Rolando. Três grandes defesas que muito contribuíram (e contribuem) para a escalada portista em termos nacionais. Do mal, o menos, penso eu e pensam muitos belenenses, antes o Porto que a segunda circular.
Melhor seria que ficassem por cá, onde sentiam a camisola, mas este discurso é tão antigo, tão fora de moda, que vou ficar eu por aqui, nestas mesmas linhas, que apenas escrevi... porque uma Torre de Belém não cai todos os dias!

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home