terça-feira, março 01, 2011

A vitória do povo!

Era este o título do jornal ‘A Bola’ como se o povo fosse o Benfica e o Benfica fosse o povo! Se calhar é verdade e no outro lado estava o Marítimo, um clube que não é do povo, pertencerá possivelmente ao clero ou à nobreza, adjacente, se seguirmos o alto raciocínio daquele popular jornal.
Pela mesma ordem de ideias os fiscais de linha também eram do povo atendendo aos ‘empurrões’ que iam dando ao povo equipado de encarnado. Empurrões importantes na reviravolta do resultado. Mas acabou tudo em bem, o Benfica lá ganhou e se tudo continuar como até aqui será (para o jornal ‘A Bola’) campeão nacional ainda que fique em segundo lugar e a uns quantos pontos do primeiro. Quem é o primeiro? Um usurpador qualquer, inimigo do povo, a precisar de ser severamente punido... imagino eu.
Porque o povo unido jamais será vencido, aqui, nesta soviética praia à beira mar plantada.

Mudando de assunto mas continuando nos ‘empurrões’, vale a pena estudar as coincidências entre os cargos públicos e as subidas de divisão dos clubes da Liga Orangina. E dei por mim a seguir o percurso da Oliveirense e dos sucessivos ‘empurrões’ que as arbitragens vão dando ao emblema onde é autarca o sportinguista (e ex-presidente da Liga) Hermínio Loureiro. Nada de suspeitas, curiosidade apenas.
Uma explicação plausível, é que provávelmente haverá mais povo em Oliveira de Azeméis do que noutras paragens.

Finalmente um último caso em que o povo está a sofrer: - refiro-me à crise de resultados que afecta o clube leonino, situação que pode pôr em causa o equilibrio de poderes, a separação dos mesmos, ou até a própria constituição da república verde rubra! Só assim se explica a abertura dos telejornais informando a população: - Couceiro é o novo treinador do Sporting.
Isto sim, são notícias importantes e o povo merece.

Saudações azuis

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home