quinta-feira, setembro 02, 2010

Liga ibérica, etc., e tal…

Afanosamente, os filhos de Abril vão construindo a ilusão como se fosse a primeira vez! Não têm memória, mas pior do que isso, não têm vontade, gostam de ser mandados e ponto final. Os Miguéis de Vasconcelos sempre foram assim, republicanos, com aquele toque bolchevique que lhes dá o ar de terem descoberto a pólvora, pois acham ou pensam (!) que conseguem fazer a síntese dos contrários. Exemplificando com o futebol, única linguagem que a maioria entende, primeiro organiza-se um campeonato a meias com a Espanha, só que não é a meias, é como a bandeira ibérica, o verde encostado ao pau é mais pequeno que o vermelho castelhano. E assim é, a maioria dos jogos realizam-se no país vizinho e ao rectângulo (ilhas para que vos quero!) cabem apenas dois estádios, correspondentes à imagem que se retira do campeonato espanhol – um na Capital, outro na cidade Condal. Lá como cá, parece simples. É a altura de verter uma lágrima pelo Sporting que baixará de posto, do Braga, nem se fala. Sobre o Belenenses já verti as lágrimas que tinha a verter. Mas tudo se conjuga para o estreitamento, não para o contrário. Não era desta democracia de funil que estavam á espera?! Pois aí a têm.

E nem de propósito, já que falamos do Sporting, li no Público um artigo esclarecedor sobre as opções empresariais da Sagres, artigo escrito por um ex-dirigente leonino que tem o título sugestivo: - “Como a Sagres ajudou o Benfica a ser campeão”. A história é conhecida e se daqui passarmos para as empresas com capitais públicos chegamos facilmente ao ‘Benfica golden share’. E pergunta-se: - com o estado (e suas ramificações) a interferirem no campeonato pela via financeira, o que podem esperar os outros clubes e as outras equipas?! Nada, obviamente.

E dentro do mesmo tema passamos às piscinas azuis que vão encerrar por falta de verba e pelo estado de degradação a que chegaram. Porém, se as piscinas fossem cor-de-rosa ou alaranjadas, não temos dúvidas que em lugar de construírem uma piscina municipal a quinhentos metros do estádio do Restelo, o dinheiro teria sido investido na piscina do Belenenses. Mas se as piscinas fossem encarnadas… bem, reconstruíam tudo de novo, responsabilizavam-se pelos gastos e a única despesa imputada ao clube da Luz seria a faixa a dizer - ‘Piscinas do Sport Lisboa e Benfica”.
Querem apostar?!

Saudações azuis

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home