domingo, abril 25, 2010

Subsídios para uma assembleia crucial

Não tenho tempo (e já não tenho paciência… nem idade) para assembleias. Muito menos para tumultos e gritarias, etilizadas ou não. Aliás, nunca fui grande frequentador de assembleias e só nelas participei em desespero de causa. Refiro-me aos já longínquos tempos em que descemos de divisão pela primeira vez. Este intróito para dizer que estamos (talvez) na segunda encruzilhada mais difícil da história do Belenenses. Esse facto talvez me leve à assembleia… talvez.
Em cima da mesa está o costume, ou seja, um pedido de empréstimo. Desta vez são 16 milhões de euros dando como garantia o estádio do Restelo. Sabemos pelos jornais que o referido empréstimo se destina a resolver os problemas prementes… do costume, e visa consolidar, como também é costume, um anterior empréstimo ou empréstimos. E depois o clube volta… ao costume.
Para isto não voto.
Outra coisa seria juntar o pedido a um plano credível de reabilitação do Belenenses, melhor dito, do Clube de Futebol “Os Belenenses”. Mas o plano não é um mero papel com letras e desenhos, por mais aliciante que pareça, tem que ser credível e a credibilidade só lhe pode ser dada pelos respectivos executores. E que credibilidade tem uma direcção, que não cumpriu nenhuma das promessas eleitorais, para assumir e cumprir novos compromissos?! Uma direcção que, como se perspectiva, atirou com o clube para a segunda divisão?! E provávelmente, no pior registo pontual da sua história?!
Uma direcção destas, na minha opinião, não tem credibilidade nem arcaboiço para dirigir a reabilitação do Belenenses.
Por isso o meu voto seria sempre contra o empréstimo nestas circunstâncias.
Acresce que chegou a altura de discutir o futuro do Belenenses a sério, sem panos quentes, e antes de o fazermos não me parece curial decidir seja que empréstimo for. Antes de sabermos o novo rumo, (porque que terá de ser outro o rumo), não faz sentido falar em mais empréstimos. A não ser para aqueles que querem que tudo continue na mesma.
Para isso também não voto.
Então qual seria o novo rumo?!
Pois muito bem, este não é o local nem a oportunidade para pormenores, mas as linhas gerais, para quem conhece este blogue, são fáceis de depreender: - em minha opinião o Clube de Futebol “Os Belenenses” é a única ‘marca’ que vale a pena (tentar) salvar. Esta ‘marca’ é o futebol do clube, seja ele jogado nas Salésias, no Restelo, ou onde tiver que ser. E disse - tentar - porque não é fácil resgatar o futebol de tudo aquilo que o restringe e impede de se afirmar plenamente. E quando digo tudo, é tudo. Não estou a pensar em extinguir nada, estou a pensar em separar-me de tudo o que não é futebol. Estamos a falar de um reinício.
Será um caminho doloroso, mas é um caminho.

Saudações azuis

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home