segunda-feira, abril 26, 2010

Fim de linha

Derrotado em Guimarães por duas bolas a zero o Belenenses já não tem possibilidades matemáticas de se manter na Liga Sagres. Cumpre-se assim uma descida há muito anunciada embora ainda faltem disputar duas jornadas.
Como calculam, escrevo estas linhas com natural tristeza mas também com alguma revolta porque penso que a memória do grande Belenenses, que apesar de tudo ainda transporto, não merecia isto. E acautelem-se, esta não é uma mera descida de divisão, este é o culminar de uma política clubística profundamente errada e que ameaça destruir o que resta. Os responsáveis não são portanto nem os jogadores nem os treinadores, esses ainda dão o corpo ao manifesto, ainda se sujeitam a críticas e vexames, e afinal são apenas empregados do clube. Os responsáveis somos nós, sócios, que deixámos que o clube chegasse a este ponto. Mas esta conclusão é académica, pois seria o mesmo que culpar um povo pelo estado de um país. Temos que cavar mais fundo - a responsabilidade é daqueles que assaltaram o poder no clube e de lá não saiem há décadas. Os corpos gerentes são sempre os mesmos, a política é sempre a mesma e o resultado só podia ser o mesmo.
O Belenenses precisa de uma revolução, como disse o Jaime Pacheco. Eu concordo, e não há tempo a perder.

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home