segunda-feira, dezembro 29, 2008

Nós, eles... e o Pai Natal

Por cá, quando está toda a gente de férias (enfiada) nos centros comerciais, nos cinemas dos centros comerciais, na estrada a andar de um lado para o outro sem saber para onde vai, o futebol português fecha para balanço!
Em Inglaterra, pelo contrário, sabendo que o futebol é um espectáculo, e como tal precisa de público para sobreviver, oferecem esse espectáculo sempre que podem adequando a oferta à respectiva procura. É assim que as estrelas do futebol inglês, à semelhança dos artistas dos outros espectáculos, aproveitam esta quadra para se exibirem, satisfazendo ao mesmo tempo os cofres dos clubes e os desejos do público. Isto é lógico para eles. Mas para nós não!
Por isso aproveitamos as festas de Natal e Ano Novo para mandarmos as nossas estrelas de férias, para que possam passar o Natal com as famílias e disfrutarem em paz e sossego, à volta da televisão, os jogos de futebol que se realizam em Inglaterra! Isto para nós é lógico. Para eles não.
Claro que subsiste uma pergunta (ou um problema) para além de todas as lógicas – mas afinal de que se sustenta o futebol em Portugal?
De subsídios do erário público, responderá muito depressa o Pai Natal.
O pior é que o Pai Natal somos todos nós.

Saudações azuis.

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home